fbpx
loader image

Entrevista com a Diretora da Unidade Barra/Riviera – Jackeline Waksman

Compartilhar

Entrevista com a Diretora da Unidade Barra/Riviera – Jackeline Waksman

  1. Quais são os maiores desafios de estar à frente de uma Unidade especializada no segmento da Educação Infantil?

    R: Por se tratar de um segmento voltado para a primeira infância, a Educação Infantil constrói a base cognitiva e socioemocional dos alunos. Sendo assim, o maior desafio é planejar diferentes abordagens para oportunizar a assimilação dos conteúdos de forma lúdica e prazerosa.
  1. Apesar da não obrigatoriedade do ensino para as séries iniciais, como a Unidade lidou com a procura de matrículas?

    R: 2020 foi um ano muito difícil para as escolas que atendem somente o Segmento de Educação Infantil, mas nós do Planeta Mágico Alfa CEM continuamos firmes e fortes em prol da educação de altíssima qualidade. 

Nesse momento, a grande demanda de matrículas de alunos novos para a nossa Unidade reflete o resultado de um trabalho de excelência, planejado cuidadosamente para cada faixa etária atendida.

  1. Como o Relacionamento Próximo com os responsáveis se tornou um dos diferenciais para a grande procura pela unidade?

R: Um dos principais pilares da filosofia Alfa CEM é o Relacionamento Próximo com todas as famílias atendidas. Acredito ser fundamental manter esta proximidade para estreitar laços de confiança e respeito com os responsáveis, deixando-os seguros para o início da vida escolar das crianças.

  1. Quais são os destaques do processo de adaptação da Educação Infantil?

R: Por se tratar de crianças pequenas, é importante que o processo de adaptação seja conduzido com muito zelo e dedicação. Muitas vezes, é a primeira experiência dentro do ambiente escolar. Por isso, é primordial acolher tanto os alunos, quanto os familiares. Dessa forma, a confiança é construída gradativamente e o processo é  concluído com sucesso.

  1. Quais são os maiores desafios para um ensino bilíngue de qualidade neste segmento?

R: Durante o período da primeira infância, as crianças estão na chamada “Janela de Conhecimento”, na qual a assimilação de conteúdos novos ocorre com maior facilidade e rapidez. Como ainda não consolidaram um primeiro idioma, aprendem a pensar em português e inglês ao mesmo tempo.

  1. Quais são os diferenciais em relação a estrutura física da Unidade?

    R: A Unidade Riviera é projetada especificamente para a Educação Infantil, tendo ambientes preparados para facilitar a aplicação das atividades de forma convidativa e segura. As crianças podem explorar todos os espaços de maneira diversificada, possibilitando a construção do conhecimento através da ludicidade, sempre com muito carinho e alegria da equipe de professoras e auxiliares.
  1. Como a Unidade lidou com os desafios da pandemia do COVID-19?

    R: Durante a pandemia, foi preciso readaptar modelos de ensino para suprir as necessidades de cada série, dentro da realidade do cenário atual. Por se tratar de uma faixa etária composta por crianças pequenas, normalmente não era planejado o uso de equipamentos eletrônicos durante as aulas. No entanto, para que elas sejam ministradas à distância, foi preciso recorrer a essas tecnologias. Todas as aulas foram planejadas e elaboradas levando em consideração o tempo de permanência diante da tela indicado para cada idade, e sempre com a preocupação de intercalar momentos de atividade dirigida com conteúdos mais lúdicos.
  1. Quais foram os principais destaques?

    R: Percebemos, como destaque positivo, a adaptação das crianças ao uso dos equipamentos eletrônicos da forma como foi proposto pela equipe pedagógica, demonstrando animação e alegria diante da nova forma de interação construída. Foi possível perceber que tais equipamentos podem ser uma ferramenta pedagógica importante quando utilizados com um propósito e com a devida supervisão.
  1. Como está sendo o retorno ao Ensino Presencial aliado ao Ensino Remoto?

    R: Por perceber que a pandemia está sendo vivenciada de maneira muito particular por cada família, é preciso seguir o sistema híbrido de ensino e possibilitar a escolha entre o modelo presencial ou remoto. Durante o período de retomada das atividades presenciais, foi possível perceber o quanto os alunos estavam necessitando da socialização vivenciada na escola e o quanto estavam alegres por estarem novamente no convívio escolar. Para as famílias dos alunos que optaram por continuar remotamente, o trabalho continua a ser realizado no mesmo formato utilizado durante a pandemia, com encontros on-line com os professores e também através de vídeo aulas enviadas semanalmente!

Mais para explorar